Nem tudo que reluz é ouro



No email de ontem eu acabei falando sobre o discernimento das situações.

Quando a gente tem uma intuição luminosa de que devemos fazer algo, ou ir em determinada direção, as coisas geralmente começam a dar certo. Porém, muitas vezes os problemas logo aparecem, e a gente começa a pensar que:
 

1) Está tudo dando errado, mas Deus quer que eu persista pois o resultado vai ser bom.

Ou…

2) Está tudo dando errado e Deus quer que eu desista pois, se eu persistir, o resultado vai ser ruim.
 

Como eu disse ontem, o Gugu ensina como discernir entre essas duas alternativas na nova aula do ICLS:

“O simbolismo do coração”

Porém, vale deixar uma nota:

**Nem tudo que reluz é ouro.**

A persistência (ou não) vai depender de ser realmente uma intuição luminosa.

E nem sempre o que a gente tem é uma intuição.

Na maioria das vezes, é só um pensamento.
 

E agora?

Como é que faz?

Como saber se a coisa é só um pensamento?

É simples: os pensamentos vêm da nossa cabeça, e as intuições do nosso coração.

Mas, pra não deixar a intuição se contaminar, a gente precisa aprender como é que se limpa o coração.

Sobre tudo isso e mais um pouco o Gugu falou na aula “O simbolismo do coração”.

Disponível para assinantes do ICLS.

http://www.icls.com.br/assinatura

Meydjer Windmüller